Arquivo mensal: julho 2013

PowerShell – Adeus Diskpart…que venha o PowerShell!

Pois é…

Com as constantes atualizações e versionamentos da ferramenta de script mais poderosa do mercado, cada dia mais cmdlets são abandonados, caem no desuso.

Já na sua versão 4.0, agora é a vez do PowerShell fazer outra vítima: Diskpart.

Com simples comandos como Get-Volume e Set-Partition, já podemos realizar grandiosas tarefas, que muitas leves levavam demasiado tempo no Windows Explorer e no Diskpart, devido ao delay no carregamento do mesmo. Como por vezes ficamos com o PS aberto diariamente, basta um “lis vol” (comando reduzido de List-Volume) e já temos todas as unidades mapeadas e em utilização na máquina local. De fato, muito útil e rápido.

E esses são exemplos simplificados, pois no PowerShell não há limites.

Podemos concatenar variáveis, armazenar resultados de complexas consultas e usá-los em outras, executar uma query interna em um mesmo comando, e várias outras.

Especialistas em PowerShell vão dizer que eu fui limitado, mas se com isso consegui admirar a ferramenta, imagina com os demais inúmeros recursos!

Abaixo, podemos ver o exemplo citado acima, com um uso mais sofisticado:

Na mesma linha onde se realiza a busca pelo parâmetro desejado, pode-se usar do pipe (|) para instruir a ferramenta para execução de outro comando, usando do resultado anterior como entrada.

Difícil de entender? Antes do pipe, um Get, que traz um resultado esperado. Depois do pipe, outro comando a ser executado, usando das informações obtidas no Get.

Realmente, a cada dia de mais estudos sobre PowerShell, mais admirado fico com essa poderosa ferramenta.

Aos amantes de Unix e afins, eis aqui um recurso que os deixará familiarizados com seu ambiente, inclusive com comandos semelhantes, como ls, get, set e afins, denominados alias dos comandos originais.

Fonte: http://windowsitpro.com/systems-management/bye-bye-diskpart-powershell-moving

Anúncios