Arquivo mensal: setembro 2015

Exchange Server – Dica PowerShell do dia #1

Olá galera,

Continuando a série de posts rápidos e simples, com dicas gerais sobre o PowerShell para o Exchange Server, segue abaixo uma dica sobre a utilização do positional parameterIdentity“, solicitado na maioria dos cmdlets executados no Exchange. O Identity é utilizado para identificar o alvo da execução do comando em questão.


Get-Mailbox "user" instead of: Get-Mailbox -Identity "user"

O interessante é que o parâmetro -Identity pode ser subtraído da sintaxe, por já estar praticamente “embutido” na mesma.

É algo bem simples, mas que agiliza como um bom shortcut durante o dia-a-dia dos administradores de IT!

Até mais galera.

Anúncios

Office 365 – Usando In-Place Hold eDiscovery no Exchange Online (Parte 3)

Olá galera,

Vamos falar um pouco do que é o In-Place Hold no Exchange 2013, tanto On-Premises quanto Online, onde ambos tem as mesmas configurações e opções. Contar um pouco da origem e da necessidade de se manter mensagens eletrônicas em “hold” e também quando a Microsoft começou a se preocupar com isso.

Então, o nosso sumário desta série de artigos é:

  • História do Litigation
  • Comparativo: Litigation Hold vs In-Place Hold
  • In-Place no Exchange Online
  • Problemas de se usar o Litigation
  • Permissões para administração do In-Place Hold
  • Workflow do processo de retenção
  • Workarounds utilizando o In-Place eDiscovery no Exchange Online

Leia o resto deste post

Office 365 – Usando In-Place Hold eDiscovery no Exchange Online (Parte 2)‏

Olá galera,

Vamos falar um pouco do que é o In-Place Hold no Exchange 2013, tanto On-Premises quanto Online, onde ambos tem as mesmas configurações e opções. Contar um pouco da origem e da necessidade de se manter mensagens eletrônicas em “hold” e também quando a Microsoft começou a se preocupar com isso.

Então, o nosso sumário desta série de artigos é:

  • História do Litigation
  • Comparativo: Litigation Hold vs In-Place Hold
  • In-Place no Exchange Online
  • Problemas de se usar o Litigation
  • Permissões para administração do In-Place Hold
  • Workflow do processo de retenção
  • Workarounds utilizando o In-Place eDiscovery no Exchange Online

Permissões para administração do In-Place Hold

Como todo recurso do Exchange Server, o In-Place não seria diferente na parte de permissionamento. Já até podemos supor que ele seria bem mais rígido na questão de segurança, uma vez que vamos lidar com pesquisar e exportação de dados sigilosos, como conteúdo de todas as mailboxes da organização. Isso não deixaria por menos a questão de confiabilidade e auditoria…

Leia o resto deste post

VideoCast #02 – Azure AD Connect (deploy)

Olá galera,

Conforme prometido, segue o segundo vídeo da série “Azure AD Connect” aqui do Blog do Lopez.

Neste vídeo, falamos da instalação simples do Azure AD Connect e sua ativação no Tenant.

 

Abços,

Exchange Server – Scripts e ferramentas para monitoração e administração do ambiente‏

Olá  galera,

Vamos falar hoje sobre uma série de ferramentas e scripts, na sua grande maioria desenvolvidos pelo próprio time de produto da MS, a fim de que algumas situações rotineiras e essenciais sejam facilitadas para os administradores de ambientes com Exchange Server.

Abaixo, vamos citar o nome de cada ferramenta, seu descritivo, e o link de referência para download da mesma.

Leia o resto deste post

Office 365 – Administrando a Quarentena do Exchange Online Protection

Olá galera,

Vamos falar hoje sobre a administração da Quarentena do EOP, tanto por parte dos Administradores quanto por parte dos Usuários finais.

O recurso de Quarentena é muito importante no ambiente de Exchange Online, pois a Microsoft trabalha constantemente para mantê-lo atualizado e com políticas de “zero-day“, onde vulnerabilidades e infecções/ameaças são detectadas tão logo saem na Internet e suas respectivas vacinas e correções são realizadas rapidamente. Uma destas atualizações constantes do time da Microsoft foi a criação do ATP – Advanced Threat Protection. Esse novo recurso maximiza a segurança e proteção das mailboxes dos usuários, fazendo uma espécie de scan dos conteúdo recebidos por e-mail. Se por algum motivo a mensagem com anexo cair na regra do ATP, o mesmo irá realizar um processo denominado de “detonation chamber“, onde os anexos da mensagem serão extraídos e analisados em uma sandbox, sem gerar nenhum impacto para qualquer ambiente.

Leia o resto deste post