Arquivos do Blog

Windows Server – O que vem de novo no Deduplication do Windows 2016

dedup_ws2016

Olá galera,

Dando continuidade a série “Windows Server 2016” coordenada pelo MTI, o assunto abordado hoje é sobre a feature de Deduplication no Windows Server 2016. Essa feature não é nenhuma novidade pra gente aqui no blog, visto que já fizemos um post bem detalhado sobre a mesma, com todas as funcionalidades e aplicações práticas da mesma, principalmente para criação de laboratórios com diversas VMs, ISOs e outros arquivos que venham a consumir espaço em disco no servidor. Pra quem quiser relembrar, segue link de referência do artigo:

Windows Server – Usando Deduplication do Windows Server 2012 R2 para bibliotecas de VMs

As novidades desta função, lançada no Windows Server 2012, não param de chegar, principalmente porque os administradores estão implementando e usando o recurso, que tem trazido economia na alocação de storage, e reduzido custos com backup e outros. Uma das novidades impressionantes que foi adicionada foi a capacidade de economizar até 90% dos volumes de armazenamento, usando ponteiros lógicos nos metadados de arquivos que são considerados “duplicados”, conforme explicamos no artigo anterior.

Leia o resto deste post

Anúncios

Windows Server – Novidades do PowerShell no Windows 2016

picture1

Olá galera,

Hoje o intuito do Blog é iniciar uma série de postagens coordenadas, com intuito de criar um grande e massivo compartilhamento de conteúdo referente ao Windows Server 2016. Para isso, o grupo MTI se organizou e irá disponibilizar muito conteúdo de qualidade sobre o assunto. Vamos criar um catálogo com todo o conteúdo que for criado, e disponibilizaremos para a comunidade. 😉

O tópico abordado hoje é o PowerShell. A linguagem de scripts e linhas de comando criada pela Microsoft há mais de 10 anos, e robustamente utilizada para automação de tarefas e execução de vários tipos diferentes de tarefas passa por mais um update, dessa vez para integrar o Windows Server 2016. Mas não só esse Sistema Operacional, visto que quando o PowerShell é atualizado, o seu framework core pode ser atualizado em algumas versões do Windows, através do WMFWindows Management Framework. Já temos notícias que o WMF 5.1 vem por aí em Janeiro…

Leia o resto deste post